Hospedagem compartilhada ou dedicada: você sabe a diferença?

No contexto de tecnologia e software, hospedagem é o computador(normalmente chamado de servidor) onde instalamos a nossa aplicação, ou o nosso site ou blog. No passado empresas que tinham uma intranet hospedavam tudo em servidores físicos, ou seja, computadores de verdade que ficavam em uma sala literalmente fria(isso para não correr riscos de fritar os processadores).

Quando falamos de hospedagem hoje falamos de ambientes virtualizados. Os vários armários repletos de computadores ocupando espaço físico deram lugar as VMs(Virtual Machine) e aos containers, que de forma genérica e sem entrar em pormenores, são softwares que atuam como se fossem computadores completos. Nesse contexto foram surgindo várias opções de hospedagens.

Hospedagem compartilhada

Para publicar um site simples ou blog sem gastar muito dinheiro sempre foi mais indicado usar uma hospedagem compartilhada. Nós ainda encontramos esse tipo de serviço facilmente em empresas como Locaweb, UOL Host, King Host, entre outras. Esse tipo de serviço é mais em conta porque seu site fica junto com outros compartilhando os mesmos recursos: espaço em disco, processamento, etc. Isso é econômico mas também tem suas desvantagens. Por exemplo: se há dez sites em um mesmo host e um deles demanda muito processamento, os outros sites evidentemente ficarão lentos. Se um dos sites tem problemas de segurança, obviamente isso irá comprometer todos.

Hospedagem dedicada

A hospedagem dedicada também é um ambiente virtualizado, porém existem dois tipos mais conhecidos: VPS(Virtual Private Server) e o Cloud Server.

Uma VPS é um servidor dedicado dividido em partes menores que por sua vez atuam como servidores individuais. Em poucas palavras, é um servidor físico com espaços exclusivos para cada cliente. As principais desvantagens da VPS é que ela continua sendo uma máquina física com vários clientes, sendo assim, um problema nesse servidor atingirá todos. Outro ponto importante é que esse servidor não é escalável, ou seja, não é possível adicionar mais recursos caso haja necessidade.

O Cloud Server, como o próprio nome sugere, é uma estrutura na nuvem na qual várias máquinas físicas dividem recursos. Nesse tipo de estrutura seu negócio corre menos riscos de ficar indisponível, pois quando há uma necessidade uma máquina assume o processamento de outra. Esse tipo de servidor é facilmente escalável e pode fazer isso automaticamente. Em servidor Cloud o cliente tem mais autonomia, podendo inclusive escolher qual sistema operacional será usado.

A desvantagem do Cloud Server é a necessidade de bastante conhecimento técnico e é nesse ponto que a Mesa Virtual atua para facilitar a vida do cliente.